domingo, 2 de dezembro de 2012

Sobre golpes e marras

Ser parte de processo judicial agora é "golpe", é "tomar poder na marra". Ou seja, o devido processo legal virou ilegalidade. Esse é o discurso da extrema direita.
A extrema direita vê a ilegalidade como regra, e quem busca a justiça é que é o golpista. Viva o estado de exceção.

4 comentários:

Anônimo disse...

tomar na marra = após levar uma surra no voto, inventar meios pra adiar o processo e levar NA MARRA via tre de cabral.
deixem o tse julgar. se eles acharem que o alair não mereça, que julguem e abram novas eleições. tudo é simples!

Julio disse...

Volte à fita, digo DVD ou Blu-ray.
Eu,e se duvidar, nem Freud entende: os "habitantes" do povoado Alairzista.
Em 2008, ficou o tempo todo chorando mais que dilúvio: “pedido justiça"- mesmo tendo levado uma "lambada" de quase 15 mil votos. Agora por ironia do destino, venceram nas urnas, estão usando uma "teoria”, mais manjada que o desenho do Pica Pau: "a vontade do povo (?)”, “a voz do povo é a voz de Deus” - Deus deve estar querendo cortar os pulso ou se jogar do céu.
Conclusão: só eles que foram os “injustiçados”, e só eles que podem recorrer na justiça. O povo só é ouvindo para prevalecer esse povo? Onde é que nós estamos? Não é um pagode? Não são engraçados?
Minha gente, nem tudo têm: “que prevalecer a vontade do povo”. Imagine.

Um bom final de semana para todos.

Até Amanhã!


Anônimo disse...

Lembro-me nas eleições de 2008 para prefeito em Cabo Frio exatamente esse discurso, só que agora apenas mudaram os lados.

Anônimo disse...

ops.. não foi bem assim em 2008... naquele não teve pedido de governador ao TRE para arrumar um motivo para impugnar... em 2008 foi por excesso de abuso de poder político e econômico.(se bem q teve dos 2 lados...ehehe).