domingo, 30 de dezembro de 2012

Replayspectiva 2012



Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 29 dedezembro de 2012.

Uma retrospectiva séria sobre o ano de 2012 na nossa região não pode deixar de considerar que a maioria dos acontecimentos não foi muito mais do que uma repetição de anos e décadas anteriores. Constatar grandes novidades e fatos revolucionários na nossa estrutura social é criar uma representação inexistente do que este ano, de fato, foi: uma programação diária de reprises, com algumas fitas remasterizadas em DVD’s ; um “Vale a Pena Ver de Novo” apenas com novas cores e comerciais.

Das notícias mais recentes de 2012, temos a renovação do monopólio no transporte público municipal e o aumento das passagens. A reportagem de um canal local sobre o problema no estacionamento da praia das Conchas é quase a mesma exibida neste mesmo mês em 2011. No pleito municipal, o grupo que estava unido em torno de uma candidatura em 1991 se reuniu novamente – a única diferença é que, dessa vez, não venceu. Entretanto, a ideia de que a cidade se divide entre “pró” e “anti” Alair permanece neste ano é há 20 deles, de maneira ininterrupta.

Em São Pedro da Aldeia, o prefeito abriu mão da candidatura à reeleição como aconteceu em 2008. Os engarrafamentos e a quantidade de carros na Via Lagos, no verão, são notícias – como em todos os anos. Muita gente mudou de lado depois que o prefeito eleito foi aquele que não apoiaram, como em todos os períodos pós-eleitorais.

Políticos aumentaram seus próprios salários, craques brasileiros foram vendidos para a Europa, Lula e Dilma apresentaram alta popularidade. Até as previsões foram reprisadas: qualquer um poderia prever a existência de pessoas que preveriam o fim do mundo, mas não preveriam o fracasso de suas previsões.

Neste momento de promessas, até os compromissos a serem feitos em noites de foguetórios e champanhes são previsíveis e reprisados. Prometo que vou prometer tudo como prometi para 2012, prometendo que, se não conseguir cumprir, prometerei novamente, até prometer para mim mesmo nunca mais prometer o que seja maior do que minhas promessas.

Diriam os Annales que nenhum conceito historiográfico poderia definir melhor este nosso ano do que o de Longa Duração, que nosso 2012 coroa e confirma. Portanto, mais importante que uma retrospectiva que não passa de um replay, ou do que promessas que não sejam mais do que reprises, é a expectativa de um novo ano que se inicia, no qual possamos saber fazer ao vivo o novo. E que venha 2013 – inédito, sem cortes e sem censura.

3 comentários:

Julio disse...

Rafael, eu só não manda você pegar esses DVD's e ......porque, tudo que nos resta é festa. ok?

A "continuação do Monopólio no transporte público". Começou bem, heim? Aff! Poderia ter editado essa parte dramática e comovente.
Eu não diria: "monopólio", diria: uma "bruxaria" encomendada, que foi feita pra Cabo Frio e região.
Pode contar: quantos "bruxos" estão sempre em volta do "caldeirão"- Contou? - Agora tampa o caldeirão, porque explode e voa M... pra todos os lados.

Agora: "fitas remasterizadas em DVD’s". Tinha que incinerar essas fitas e jogar as cinzas em um pântano.
Depois dessa.... eu vou assistir o desenho do Pica Pau que é bem melhor.

Até Amanhã!

Anônimo disse...

Discordo da questão do "monopólio" em Cabo Frio. Quem detém o poder de CONCESSÃO é o PODER PÚBLICO: LEGISLATIVO E EXECUTIVO. Estes Poderes CONCEDERAM a CONCESSÃO. Portanto, já passou da hora de melhorarmos e exigirmos para o nosso povo.

Julio disse...

CONCORDO COM O ANÔNIMO. ESTA MAIS PARA: IMPERIALISMO. SERIA O "IMPÉRIO DO GALICULA"?