quinta-feira, 12 de julho de 2012

Migalhas...


Encontro de coordenação
Hoje acontece, às 20h, mais um encontro de coordenação da campanha de Janio 12, na Associação Atlética Cabofriense. Todos os apoiadores são convidados. Na plateia, todos são coordenadores, gerando a maior coordenação política que a cidade já teve. Podem pintar surpresas no palanque.

Desmentindo
Não deve ser mesmo verdade que um grupo político da cidade comprou todas as edições do jornal que falava da presença do seu candidato na lista de inelegíveis do TCE. Há quem diga que foi apenas um leitor apaixonado do impresso diário, membro do projeto “Para Gostar de Ler”, que queria realizar um jogo dos sete erros entre todos os exemplares. Consisitiu, portanto, apenas em um hobby. Faz sentido.

Falando sério
Mas falando sério, a tentativa de virar o jogo, colocando nas costas do grupo de Janio o ato, parece ainda mais incoerente. Cabe ao cidadão julgar os fatos, olhar para o passado – quando a mesma prática era mais do que rotineira – e tirar suas conclusões.

Falando sério II
A tentativa de atingir o grupo de Janio com outro boato, de que o pedetista não seria candidato, devido ao fato de ainda não possuir CNPJ, mostra que há um forte desespero no grupo adversário. Os criadores de boatos de lá perderam a criatividade de outrora e beiram a comédia ao utilizar factóides contrários ao bom senso e à legislação eleitoral em vigor. Até os alairzistas “independentes” criticaram a criação.

Tem que decidir
Um certo candidato descia a lenha numa certa casa como sede da campanha de seu adversário em 2008. Ontem, anunciava aos quatro cantos que havia tomado a casa para sua campanha. Hoje, o candidato que vai enfrentá-lo esse ano já esteve por lá preparando a campanha. Vai voltar a falar mal de novo? Tem que decidir...

Tem que decidir II
Um certo candidato descia a lenha em um programa social ligado aos transportes públicos de sua cidade. De uma hora para a outra, resolveu anunciar que daria passagem pela metade do preço do programa, sem se importar com impactos orçamentários, em claro tom populista. Ele é a favor? É contra? Tem que decidir...

Tem que decidir III
Um candidato saiu na lista do TCE. Seus defensores afirmaram que o fato não preocupava; que a lista era antiga (rs); que a lista era de “controle interno” (rsrs); que a lista era uma “solicitação de um corregedor amigo do governador”(rsrsrs). Defensores do mesmo figurão recolhem jornais e emitem notas raivosas sobre o caso. Se a lista não incomoda, porque o medo e a raiva? Tem que decidir...

Sobre o Plano de Cargos
Diretores do Sepe andam sendo esculachados porque tiraram foto com o prefeito, após terem ido ao gabinete dele cobrar uma solução para a inexistência de aumento para a classe em 2013, devido a falhas na redação do Plano de Cargos recém aprovado. Após negociação com o mandatário, o sindicato conseguiu a promessa de reformulação do texto da legislação nos próximos dias, para que um aumento incida na Lei Orçamentária Anual do ano que vem. Ou seja: o sindicato, que existe para negociar com o poder público em favor da classe, negocia e consegue um avanço. Independente do posicionamento político/ideológico do sindicato e do prefeito, é coerente dizer que isso é ruim? Foto é pecado? Fala sério...

Reconciliação
Na noite de ontem, foi selada uma das mais importantes reconciliações da história política de Cabo Frio. Antigos desafetos estarão trabalhando juntos pela cidade a partir dos próximos dias. Esse reencontro vai dar o que falar.

Dupla sorridente
Sorriam e saltitavam alegremente pela orla da praia da forte, na noite de ontem, Jefferson Buitrago e Osmar Sampaio. O que comemoravam?

A aposta
O intrépido Tiago Moura topou participar de uma arriscada aposta, que pode mudar sua vida a partir de outubro. Para melhor. Será?

O retrovisor
O retrovisor tem sido a principal simbologia das rodas de conversa na cidade. Muitos querem quebrá-los, deixando de olhar para trás e caminhando para frente. Um dos motivos é a ojeriza a um passado de coronelismo, vingança, ódio e insegurança jurídica: é candidato ou não é? Assume ou não assume? Quem é o prefeito? O povo não quer mais essa lenga lenga e passa a optar por uma escolha segura, que elimina essas incertezas.

Mui amigos
Um certo grupo político na região dos lagos recebeu adeptos de outros grupos, só que os novos amigos, ao que parece, estavam mesmo de olho na vaga da majoritária do novo comandante, que vive por um fio a cada semana. Quanta maldade!

Tribal palaciana
A Associação Cultural Tribal esteve presente nesta quarta-feira no Palácio Capanema/RJ para mais uma reunião dos Pontos de Cultura. Esse encontra visa organização e finalização da TEIA DO ENCANTAMENTO, um grande encontro de todo os Pontos de Cultura do Estado do Rio de Janeiro com a presença do Ministério da Cultura e da Secretaria de Cultura do Estado do RJ. A Teia do encantamento será realizada entre os dias 25, 26 e 27 de agosto em Paraty no Quilombo do Campinho.

Dom Eugênio
O falecimento de Dom Eugênio Salles (FOTO), no Rio, encerra um ciclo da Igreja Católica no país. Havia dois Eugênios: o de antes dos anos 80, progressista e até assustador para os tradicionais; e o pós-anos 80, que preferiu não abrir a guarda eclesiástica para os novos tempos da Teologia da Libertação. Bem ou mal, marcou a história do país.

DEMóstenes
Demóstenes foi o segundo Senador da história casado pelos próprios companheiros, neste caso, por envolvimento com a máfia do jogo do bicho. Demóstenes era do DEM. Este partido apóia quem em Cabo Frio?
E o PTN?
Ao contrário do que andou sendo divulgado, o PTN ainda não teve seu destino julgado pelo TSE. No Divulgacand, até o presente momento (18h30min), a legenda ainda aparece nas duas maiores coligações majoritárias que concorrem à prefeitura. Basta acessar os links das duas candidaturas no sistema oficial do TSE aqui e aqui e verificar a dupla presença da legenda.

3 comentários:

Ravi Arrabal disse...

Quem abraçou quem na reunião da cultura?
Fala ai que eu vou buscar meu balde de vômito e volto já...

Helena disse...

Demóstenes, agora passa de caçado a caçador, volta ao Ministério Público de Goiás. Que vergonha toda essa corrupção, temos que ser éticos, buscar o bem das pessoas e da sociedade para criarmos um mundo cada vez mais humano.

Profª Denize disse...

"Fala sério" é achar bonito tirar foto com quem durante 8 anos nada fez pelo servidor e agora aprova um plano que não será ele que terá que cumprir. "Fala sério" é ficar posando, sorrindo, com um governo que passamos a gestão denunciando as obras superfaturadas e mau uso das verbas públicas.
Eu teria vergonha, mas enfim... as coisas mudam, não é mesmo?