segunda-feira, 30 de julho de 2012

BOMBA: Grupo político de ex-prefeito candidato em Cabo Frio ameaça funcionários do IBASCAF


Recebi, às 14h13min de sábado, através de um endereço de e-mail que, por motivos óbvios, não irei revelar, a seguinte denúncia anônima:

Caro professor, a política do terror já começou. Funcionários contratados (que realmente trabalham) do IBASCAF estão sendo ameaçados pelo grupo do Antigo Prefeito. Pessoas ligadas ao grupo do ex-prefeito que fizeram parte do quadro de servidores da autarquia e que saíram após o desligamento do mesmo estão indo ao IBASCAF e ameaçando os funcionários. São ditas frases como, "tudo vai mudar", "cabeças rolarão", "estou voltando"... Política suja e enojada!  Esses antigos funcionários ocupavam cargos de chefia na administração do antigo prefeito, e hoje já dão como certa suas voltas aos cargos.  Um funcionário que esta no IBASCAF há mais de 15 anos trabalhando na área administrativa foi ameaçado, disseram-no que se quisesse ficar seria para limpar chão, e o ameaçador completou dizendo que o chão seria de sua sala, para poder limpar seus passos. Outra funcionária do setor de saúde, foi ameaçada, disseram-na que a rua a aguardava. Fico pensando, esta é a política que queremos para Cabo Frio?  

OBSERVAÇÃO: O texto se encontra em minha caixa de e-mails recebidos e pode ter sua veracidade comprovada por qualquer perícia à disposição, podendo ser utilizado para fins judiciais. Desde já me disponho a oferecê-lo ao Ministério Público e órgãos da justiça competentes para promover as ações necessárias.

COMENTÁRIOS: Sem comentários...

Um comentário:

ALEXREP disse...

A bombinga do lado de lá diz que:
"Prefeito ameça quem não votar em janio"

Bem essa é a interpretação deles e como sempre maldosa. O que dia o Prefeito:
"Sou um home justo, quem está comigo está comigo quem não está, está fora"

O que os caras querem, que ele diga:

"Quem está comigo está, quem não está, ou seja, me traindo está comigo também"

Ora tenha dó essa prática não é dele é de todos os que por lá estiveram.

Vamos parar de hipocrisia.