quinta-feira, 29 de setembro de 2011

MIGALHAS da Educação...



---------- NO DIA 30 TEREMOS REUNIÃO para eleição de representante da classe docente no Conselho Municipal do FUNDEF. A reunião se realizará 8h30min no Centro de Estudos Natália Caldonazzi.

---------- HÁ DIRETORES DE ESCOLA QUE AFIRMAM com segurança que jamais receberam o repasse do FUNDEF, que deveria ser feito pela Prefeitura. Essa é uma demanda que precisa ser denunciada oficialmente, investigada e divulgada.

---------- OS CONSELHOS MUNICIPAIS SÃO, EM GERAL, problemáticos. Com a famosa paridade comprometida, na maioria das vezes, uma falácia democrática e matemática, pois os Presidentes de Conselhos são geralmente Secretários Municipais, e tendo o voto de desempate, decidem a favor do Governo, os Conselhos Municipais andam desacreditados. Não é apenas uma questão de moralidade, de “colocar pessoas corretas” no Conselho. É uma questão de mudar as regras do jogo, alterar a legislação que rege os Conselhos. Se não, não há boa intenção que dê jeito.

---------- A PRÓXIMA EDIÇÃO DO JORNAL DEMORÔ, que tem como foco o público estudantil, já está no forno, agora comandado monopolicamente por Paulo Klem. A edição fecha no dia 2 e deve estar nas ruas em meados de outubro.

---------- HOJE É DIA DE AVALIA REDE nas Escolas Municipais de Cabo Frio, quando os alunos do 9º ano são testados em seus conhecimentos pela Secretaria de Educação. A ideia não é ruim, mas falta um trabalho prévio sistemático com as turmas de 9º ano, anterior ao Avalia Rede e à Prova Brasil. Cabe preparar o alunado o ano inteiro para prestar concursos – dentro e fora da Rede. O 9º ano deveria ser um grande preparatório para concursos.

----------FOI UM SUCESSO A I Conferência de História de Cabo Frio, organizada pela Universidade Estácio de Sá. O coordenador do curso, Paulo Cotias, está animadíssimo e já promete publicar os anais do evento junto à Revista Eletrônica do Curso de História, a ser lançada em breve.

---------- OS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL de Macaé propõem paralisação no dia 4 de outubro, terça-feira. Como já dito antes neste blog, pela primeira vez, Macaé organiza um movimento de professores estruturado e um pouco mais coeso para reivindicar melhorias.

---------- LEMBRO QUE TUDO COMEÇOU QUANDO o Secretário Guto Garcia fez uma convocação geral do professorado, no retorno das férias, após baixar uma portaria que obrigava todos os professores a trabalharem 3 dias, sendo um obrigatoriamente a quarta-feira.

---------- O SECRETÁRIO RESOLVEU dar uma de “democrático” dias depois de sacanear a classe. Os professores “agradeceram” a ajuda do Secretário, pois, pela primeira vez, conseguiram se encontrar quase que com a presença total dos trabalhadores. Deu no que deu – o plenário foi esvaziado e o Secretário ficou sozinho. Depois, o movimento ganhou uma vaga na mesa diretora do evento e teve direito à fala. A partir de então o bicho pegou.

Um comentário:

Profª Denize disse...

Duas pequenas correções:
* A sigla do Fundo há alguns anos foi alterada ampliando a gestão dos recursos à Educação Infantil e ao Ensino Médio. Desde então passando a ser denominada FUNDEB.
* A eleição é para a suplência dos representantes dos professores no Conselho, pois com a saída da profª Marly ( que já estava há 02 mandatos) meu nome passa a titular.

Também concordo que não basta apenas termos nomes fora do governo para uma fiscalização efetiva, mas esse é um começo.

Que venham mais companheir@s na luta em defesa da Escola Pública.