ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

sábado, 30 de abril de 2011

O ESPAÇO PÚBLICO EM DISCUSSÃO: PENSANDO A CIDADE



Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 30 de abril de 2011




Apesar de ter sido, parcialmente, nosso assunto da semana passada, entendo que retornar ao tema hebdomadário seja pertinente, posto que os últimos acontecimentos continuam a despertar nossa atenção para tal discussão na cidade.

Recentemente, tivemos a apresentação do que se chamou de pacote de obras do governo municipal, visando à reforma e criação de uma série de estruturas físicas em espaços públicos, bem como reformas urbanas. Paralelamente, temos a discussão sobre a implantação de um shopping na cidade, mais especificamente, um debate acerca do lugar e forma dessa implantação. Não obstante, permanecemos a discutir a otimização das Salinas Ipiranga para a chegada de um grande empreendimento imobiliário na localidade da Ogiva, discussão que toca em outro âmbito: o da legalidade referente ao gabarito da cidade. Finalizando, a quase incessante pergunta sobre a chegada ou não do Club Med em Cabo Frio – loteamentos próximos já apresentam em suas propagandas, como justificativa do valor dos terrenos, a possibilidade de instalação do empreendimento nas proximidades do local. Não esqueçamos, para finalizar, a continuação das audiências públicas sobre o uso, parcelamento e zoneamento do solo urbano, completando os principais fatores do Plano Diretor.

A discussão aqui, a meu ver, passa ao largo do debate sobre a especulação, definida por Chancellor como o ato de indexar informações aos preços, alterando estes a partir daquelas. Penso que o foco tem de ser o movimento da população a partir de tais alterações na paisagem urbana: de que maneira tais mudanças afetam a qualidade de vida, rotina e história da população; de que maneira tais mudanças vem ao encontro ou de encontro aos anseios da mesma; e de que forma a população reage à apresentação dessas questões.

Durante as discussões sobre a obra na Avenida Ézio Cardoso da Fonseca e sobre o terminal de integração, ambos no Jardim Esperança, alguém me falava ao pé do ouvido, ponderando que as obras públicas não poderiam ser totalmente discutidas, nem os projetos inteiramente decididos pela população. Concordei com meu interlocutor, mas ponderei, rebatendo-o, que muitos aspectos formam uma obra pública, e que alguns destes deveriam sim serem debatidos com a população local, após o Poder Executivo, eleito para tal que foi, adentrar a localidade já com as bases de um projeto de alteração urbana.

Doreen Massey, geógrafa conceituada pelas atuais tendências da disciplina, argumenta que a discussão de alteração dos espaços urbanos pelas populações locais não deve ser uma regra universal, mas um direito a ser concedido se, de fato, as questões específicas de conflitos e as relações sociais internas daquela localidade se envolverem com a obra. Ao citar o exemplo de um grupo de agricultores que depredaram o Mc’Donalds local, não por uma oposição ao capitalismo globalizante, mas porque haviam feito uma opção por agricultura alternativa (como forma de sustento e como identidade grupal), Massey parece nos dar a deixa que precisamos – as alterações no espaço urbano devem ser discutidas quando se referirem à vocação e à identidade do grupo que naquela área se insere. Apesar de discordar da autora, por entender que toda alteração espacial deve possuir porcentagens de fatores que sejam discutidos com a população, vejo que, mesmo numa argumentação menos radical, como a de Massey, a necessidade de discussão das mudanças urbanas em Cabo Frio é primordial.

No Jardim Esperança, as obras influenciam diretamente a vocação local – o comércio. O Club Med, o Marinas Cabo Frio (Ogiva – Salinas Ipiranga) e o Shopping Park Lagos tocam, por sua vez, em uma identidade e uma vocação da cidade – o turismo. Já a discussão acerca da complementação do Plano Diretor, a meu ver, por motivos que tangem a legalidade e o bom senso, devem envolver a população, já que, segundo até os geógrafos mais tradicionais, como Ratzel, povo e solo (boden) formam uma união inextrincável, não podendo ser pensados separadamente, sem que a vida venha a se evadir.

Nesse sentido, a participação da população nos ambientes de discussão já existentes sobre esses temas é essencial. As audiências públicas realizadas pela Prefeitura sobre o Plano Diretor e a recente audiência pública na Alerj, convocada pelo Deputado Estadual Janio Mendes, para a discussão do Shopping Park Lagos, são exemplos em destaque. Por outro lado, novos instrumentos de discussão devem ser criados – há mais espaços a conquistar, em todos os sentidos.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Migalhas políticas - de olho em 2012...



---------- O DESTINO DE ALAIR CORRÊA deve ser mesmo o PRB. Apesar de contar com a simpatia de Garotinho, a equação com Paulo César no PR parece difícil. O partido de Crivella já começa a ampliar suas bases em Cabo Frio visando o pleito municipal.



---------- AGUINALDO CAPPE é o novo diretor do Detran de Cabo Frio. Aguinaldo é assessor e conselheiro de Alfredo Gonçalves. Advogado, já foi Procurador da Câmara Municipal. Aguinaldo é inteligente, dedicado e perspicaz, um bom homem. A nomeação coloca o Detran no cesto institucional do Governo Municipal.



---------- O DEPUTADO ESTADUAL JANIO MENDES se prepara para estar cedo com os trabalhadores no Café do Trabalhador nessa sexta-feira. Encerra o dia com palestra na Universidade Estácio de Sá e ontem discutiu na Alerj a instalação do Park Lagos em Cabo Frio.



---------- NESSA SEMANA, JANIO PROMETE o envio das respostas da entrevista ao blog do Chicão e concluir o acolhimento de novos nomes no grupo político. O PV nesta semana decidiu apoiar o Deputado ao invés de assumir a Coordenadoria de Meio-Ambiente do Governo.






MIGALHAS...





---------- E O SONHO DE CARLOS VICTOR ACABOU. O STF, que poderia garantir sua posse, com as alegações de respeito aos partidos como detentores de mandatos, goleou a ação de Carlos Magno por 10 votos a 1, negando sua posse como Deputado Federal. Há quem diga que agora Vivique será correspondente de jornais buzianos sobre o tema: "traições e fidelidades", em uma coluna social com sua foto sem terno.


---------- DA SÉRIE é possível escrever coisas decentes com "catuca"?


"Então catuca / catuca, catuca lá no fundo / No fundo, no fundo / No fundo da areia" (Tati Quebra-Barraco)

---------- NA SEXTA-FEIRA, 19H, teremos a posse da nova diretoria da Liga das Escolas de Samba de Cabo Frio e premiação dos melhores do carnaval 2011 na Morada do Samba.

---------- HOJE ÀS 14H HAVERÁ A AUDIÊNCIA PÚBLICA na ALERJ, convocada pelo Deputado Estadual Janio Mendes, presidente da Copmissão de Assuntos Municipais, para discutir a chegada do Shopping Park Lagos em Cabo Frio.

---------- AMANHÃ COMEÇA O EPOCABREU - Encontro de Poetas de Casimiro de Abreu, em homenagem ao gênio que dá nome à cidade.

---------- NA SEXTA-FEIRA, o Deputado Estadual Janio Mendes ministra palestra na Universidade Estácio de Sá sobre as novas tendências do mercado de trabalho. O evento acontece às 20h.

---------- POR FALAR EM JANIO MENDES, o Deputado empenhou-se ontem mesmo em começar a responder as perguntas do Professor Chicão.

---------- NA AGITADA SEXTA-FEIRA, Búzios comemora a festa do trabalhador com show do Grupo MOlejo, na Rasa, a partir das 21h.

---------- AINDA NA SEXTA-FEIRA, O FESTIVAL DE MARISCO se inicia no Peró. Mais um bom evento de valorização da culinária pesqueira e maricultural local. O que é bom deve ser aplaudido.

---------- NO DIA 29 TAMBÉM TEREMOS mesa redonda no Corredor Cultural da Câmara Municipal de Cabo Frio a partir das 20h

sábado, 23 de abril de 2011

TOP 20 - MELHORES LUGARES DA REGIÃO PARA BEBER (COM MODERAÇÃO)





No meio de um marasmo turístico pelo qual passa nossa região, com destaque gigante para Cabo Frio, aqui vai um ranking dos melhores lugares da área para quem gosta de curtir aquela bebida com moderação e sem frescura, na opinião de uma equipe de dedicados boêmios de plantão (eu):

1 - Bar 90 graus (Cabo Frio - Centro)



Chorinho, samba, feijoada e cerveja gelada de sexta a domingo.



2 - Bacalhau do Tuga (Arraial do Cabo - Praia dos Anjos)






Bar temático da cultura portuguesa. Pratos típicos, cervejas e vinhos lusitanos, boa música.

3 - Mercado Municipal Sebastião Lan (Cabo Frio - Jardim Caiçara)






Forró, comida nordestina e desfile das maiores figuras da cidade aos domingos.

4 - Tiquinho de Cada (Cabo Frio - Gamboa)






Cerveja gelada, disputas acirradas de dominó e as melhores histórias e estórias da Gamboa.

5 - Quiosque Costa do Sol (Cabo Frio - Praia do Forte)



Música ao vivo, espaço para crianças e bom chopp.



6 - Restaurante Tia Maluca (Cabo Frio - Boulevard Canal)



O melhor chopp do Brasil e a melhor picanha da cidade.



7 - Painho (Cabo Frio - Av. Wilson Mendes)




Culinária baiana - os melhores pratos e atendimento de primeira com direito a licores artesanais.



8 - Bar do Cacau (Cabo Frio - Centro)

O melhor pastel e quibe da região, com cerveja gelada.






9 - Café Bate-Papo (Cabo Frio - Centro)






Central de notícias e boatos da cidade aos sábados. Café e cerveja para todos os momentos.

10 - Imperador (Cabo Frio - Paraia do Forte)






Caneca de chopp zero grau para ninguém botar defeito.

11 - Bar da Tina (Cabo Frio - Jardim Esperança)



Central de notícias e boatos do Jardim Esperança. Consumo só de litrão gelado em diante.



12 - Bar do Getúlio (Iguaba Grande - Estrada do Arrastão)




Ponto de encontro dos boêmios de Iguaba. Ovo de codorna, carne seca, sardinha com cerveja da boa.



13 - Bar do Que Merda é Essa (Cabo Frio - São Bento)



Ponto de encontro dos amantes do carnaval.



14 - Bar do Guerreiro (São Pedro da Aldeia - Bairro São João)






Local de degustação das cervejas de baixa renda do Brasil. Cada semana uma novidade, de Glacial em diante.



15 - Korrupto (Cabo Frio - São Cristóvão)




Bar temático, cerveja Bohemia bem servida e a picanha mais barata da cidade.




16 - Bar do Clebinho (Búzios - Baía Formosa)




No meio da Praia da Rasa, bar de pau-a-pique, ponto de encontro do povo de Búzios que não passa na novela.




17 - Bar do Anselmo (Cabo Frio - São Bento)




Melhor lugar para ver jogos de futebol na cidade.




18 - Don Nicola (Cabo Frio - Centro)




Um dos melhores atendimentos da cidade.




19 - Butiquini (Cabo Frio - Gamboa)




Cerveja gelada e jogos de futebol com qualidade.




20 - Mocotó do Márcio (Cabo Frio - Bairro União)




O melhor mocotó da cidade, em frente à Vermelho e Branco, com boa cerveja.



COM QUEM VELEJARÁ CABRAL?



Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 22 de abril de 2011



Sem dúvida, a notícia que movimentou a política na cidade nesta semana foi a declaração do Governador Sérgio Cabral na sexta-feira, dia 15, por ocasião da assinatura do Decreto Estadual que cria a PECS – Parque Estadual da Costa do Sol – em Búzios. Naquele dia, Cabral afirmou aos diversos jornalistas de plantão que queria ver o Deputado Estadual Janio Mendes como Prefeito de Cabo Frio em 2012, o que se traduziu, na maioria das interpretações, como uma declaração de apoio à candidatura do pedetista para o próximo pleito municipal.

Inicialmente, duvidou-se da veracidade da declaração. Entretanto, por ter sido dirigida às dezenas de jornalistas, a notícia confirmou-se como verídica, afinal, apenas uma alucinação coletiva de imprensa poderia transformar o fato verdadeiro em boato.

Parece mesmo que Cabral decidiu seu lado na eleição de Cabo Frio. Isso se deve, por um lado, à força do PDT como segunda maior bancada da ALERJ, um partido a imprimir um apoio cambaleante ao governo, que precisa ser, por isso, consolidado, pelo apoio do Governador nas eleições municipais. Por outro lado, o governo cabofriense é comandado pelo PSDB, atualmente um dos poucos partidos de oposição ao governo estadual. Resultados de pesquisas ainda informais na cidade, que apontam a disparada da candidatura do pedetista, em polarização a uma candidatura antiga, que Cabral quer ver longe de Cabo Frio – deixando ainda a provável candidatura do governo longe das primeiras colocações – também parecem dirigir a opção de Cabral por Janio Mendes.

E o que representa o provável apoio do Governador a Janio? Sabemos, obviamente, que o governo do estado tem problemas, especialmente na área da educação, que ainda nega uma política de valorização integral e coerente ao professor. Entretanto, não podemos negar que a votação expressiva de Cabral nas eleições de 2010 apontam que esse apoio, numericamente, gera respeito, musculatura e moral. Ele não pode ser negado, ao contrário, deve ser moderadamente festejado, pois numa democracia de maiorias – e isso é uma redundância – o alcance da maior parte da população deve ser buscado, para que um novo governo, mais justo e coerente, alcance, igualmente, a maioria do povo da cidade, que não está nas grandes rodas de conversas e debates intelectuais, mas que se destrói nas sendas da labuta pelos cantões mais dolorosos da periferia deste município.

Para que um novo momento chegue, principalmente, a esta fatia da população, mais sofrida e injustiçada pelas atuais práticas políticas da cidade, é preciso somar forças, é preciso estarmos juntos. Parece que um novo gás movimenta as eleições de 2012 e ele vem e se estende por outras cidades, culminando em Cabo Frio, que pode ser – mas ainda não é, por negligência – a vitrine e a filha preferida do Rio. Cabo Frio pode, em 2012, visualizar candidaturas que a integrem com outros municípios, colocando-a em conexão com a região e com o estado. Cabo Frio é bem maior – chegou a hora de mostrar isso.

O QUE É FIDELIDADE PARTIDÁRIA?



Uma singela homenagem aos Ministros do TSE e a alguns políticos de Cabo Frio e Região:

Fidelidade Partidária
Composição : Wilson Moreira / Nei Lopes


Minha tia-avó Rosária, partideira centenária,
Perguntou pra mim: "Meu neto,
O que é fidelidade partidária?".
Pergunta assim tão sumária
Tem que ter a necessária resposta
E eu respondo certo o que é fidelidade partidária.

Por verde-amarelo na indumentária
(É fidelidade partidária...)
Feijão com arroz na sua culinária
Ajudar quem tem situação precária
Não fazer acordo com a parte contrária
Nem demagogia com a classe operária
Gritar que tem gringo pintando na área
Gostar de partido igual tia Rosária
Isso é fidelidade partidária...

Rejeitar propina na conta bancária
(É fidelidade partidária...)
Não ter filial nem subsidiária
Amar a patroa mais que a secretária
Só fazer amor na sua faixa etária
Mas dar uma força pras celibatárias
Que tenham bons dentes na arcada dentária
Gostar de partido igual tia Rosária
Isso é fidelidade partidária...

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Mais migalhas...


---------- O pré-lançamento do novo programa de Vinicius Canisso na Jovem TV, o EM FOCO, será na terça-feira, dia 26, e não dia 27 como anunciamos anteriormente. O evento será no Restaurante Tia Maluca, no Boulevard Canal, a partir das 20h

---------- Com o anpuncio do apoio do Governador, a reunião de segunda-feira no PDT local colocou gente pelo ladrão. A procura por filiações durante a semana também surpreendeu e alguma adesões duvidosas se confirmaram. Novidades e nomes em breve.

---------- O fogo anda pegando no PSDB: Silas Bento foi confirmado pelo Diretório Estadual como condutor da transição da executiva municipal. Já o Prefeito Marquinho Mendes afirma que, sem dúvida, será o presidente do partido. Uma coisa não contradiz a outra, já que a transição é posterior á eleição da nova presidência, mas está claro que Silas deseja a presidência do Partido, o que o colocaria de vez na disputa para ser o candidato do Governo.

---------- Andréia Moreira, parece, vai de vez estrear sua coluna de sábado na Folha dos Lagos. Na quarta-feira, fazia os últimos reparos em sua estreia, enquanto discutia a sucessão municipal e suas pretensões para 2012.

---------- Juarez Lopes, presidente do PV de Cabo Frio, ainda está pensando se assume a Coordenadoria de Meio-Ambiente da cidade, a convite do Prefeito Marquinho Mendes. É bom pensar bastante mesmo...

---------- Enquanto isso, dois novos partidos podem se fixar de vez em Cabo Frio, visando às eleições de 2012. Tudo depende de alguns edis na ALERJ mexerem suas peças.

---------- Joaquim fez ontem sua estreia em novo empreendimento, dessa vez no Pier 86 da Gamboa. Boa sorte ao homem do café.

---------- Conversas dão conta que Dr. Paulo César não será candidato a Prefeito de Cabo Frio em 2012.

terça-feira, 19 de abril de 2011

MIGALHAS...



---------- O CAFÉ COM HISTÓRIA, da Universidade Estácio de Sá, ontem, foi um sucesso. Lotando o auditório central, o momento teve a presença do ex-Prefeito de Cabo Frio Ivo Saldanha e de índios pataxós comandando o evento, capitaneado pelo Professor Paulo Cotias, coordenador do curso.

---------- A NOTÍCIA DO APOIO DO GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL A JANIO MENDES em Cabo Frio, como candidato a Prefeito, rodou a cidade no fim de semana. Não se falava de outro assunto e já teve até gente afirmando migrar de outras candidaturas para a do Deputado pedetista caso o apoio se confirme em 2012.

---------- NA SEGUNDA-FEIRA, A ESTAÇÃO FM, em programa comandado por Iva Maria, confirmava a notícia, e comentava o furor que a declaração de Sérgio Cabral deve ter causado em alguns políticos da cidade.

---------- DIA 25 DE ABRIL, SEGUNDA-FEIRA ÀS 16H tem Cine-clube no espaço Câmara Cultural. A apresentação da noite será o conhecido "O Solista".

---------- NO PRÓXIMO DIA 29, SEXTA-FEIRA, ÀS 18h30min, O DEPUTADO ESTADUAL JANIO MENDES (PDT)ministrará, no auditório da Universidade Estácio de Sá, palestra com o tema “O NOVO MERCADO DE TRABALHO E AS POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DA REGIÃO DOS LAGOS”.

---------- AS QUARTAS CULTURAIS ESTARÃO DE VOLTA NO próximo dia 20 no Plenário da Câmara Municipal. O evento traz opções diferenciadas de música, teatro, poesia, dança e cinema sob a batuta de Guilherme Guaral. No dia 20, o espaço contará com a presença dos irmãos Mureb, com Zarinho e Mureb.

----------FOI UM VERDADEIRO ESPETÁCULO a noite cultural da Tribal, na última sexta-feira, na Praça São Benedito, na Passagem. Destaque para o show de bonecos de Clarêncio, para o solo de Fernando Chagas e até para as poesias lusitanas de Juninho Caju. O comparecimento foi impressionante e mostrou que ainda há sede de cultura na cidade.

---------- POR LÁ ENCONTREI AMIGOS, COMO Facury, Fernando Chagas,Juninho Caju, Beth Michel e Ivo Barreto. O papo mais longo foi com o Professor Chicão.

---------- NO DIA 27 DE ABRIL, QUARTA-FEIRA, ÁS 20H, VINICIUS CANISSO apresenta a pré-estreia do seu novo programa EM FOCO, na Jovem TV. O evento será no restaurante Tia Maluca.

sábado, 16 de abril de 2011

O ENIGMA DO PACOTE FECHADO


Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 16 de abril de 2011.


Imprensa e cidadãos de Cabo Frio aguardam o lançamento do pacote de obras, prometido pelo Prefeito da cidade de Cabo Frio, para data posterior ao próximo feriado religioso. Nesta semana, um pouco menos santa, tivemos uma reunião pública no Jardim Esperança, com participação de moradores e comerciantes do bairro, a fim de discutir as obras de alteração urbana na Avenida Ézio Cardoso da Fonseca, a principal via e espaço público local. Apesar da transmissão do evento ao vivo pela Jovem TV para toda a cidade, não houve presença de representantes das Secretarias de Obras e Planejamento, que poderiam dar à população importantes informações sobre a forma de efetivação da referida reforma, tema que, na verdade, atraiu os presentes ao local.

Na ocasião, moradores salientaram que muitas obras no bairro, apesar de benéficas, foram realizadas em localização e forma desconexa à realidade, à prática de movimentação urbana e mesmo aos interesses do local. Na ocasião, propus que a Prefeitura utilizasse, para sanar este problema, a metodologia do R.I.S. - Relatório de Impacto Social, desenvolvida pela Professora Cristina Panella, da PUC-SP. Tal método já vem sendo utilizado em diversas prefeituras do Estado de São Paulo e consiste na averiguação dos danos e benefícios de projetos públicos às comunidades locais, a fim de que as alterações, sejam elas referentes a obras ou não, tenham serventia, encaixe e não tragam àquela comunidade uma redução da qualidade de vida, mas sim uma elevação deste índice.

Há quem diga que tal metodologia, que engloba ainda etapas de entrevistas e audiências públicas com a população, é desnecessária, pois toda obra pública visa melhorar a vida da população local. Discordo – essa conclusão é relativa, pois os impactos urbanos devem ser globalmente positivos e não apenas pontualmente benéficos. Um terminal de integração no Jardim Esperança, por exemplo, é benéfico em relação à nova política pública de transportes urbanos – registre-se, bem apresentada pelo Secretário Mauro Branco na ocasião – mas quais seriam os efeitos colaterais da obra? Desapropriações? Impactos no comércio, grande vocação da área? É possível realizar mudanças urbanas sem comprometer outros aspectos da vivência social da população, mas, para isso, é preciso que a população seja consultada e que os riscos sejam comprovados como pequenos ou inexistentes, através de estudo e relatório consistente. É, inclusive, uma garantia para o governo, que poderá, obra conclusa, provar documentalmente que consultou a população local e que a mesma não oferece riscos sociais colaterais. O autor da obra, praticamente, fica imune de ataques técnicos e políticos, seja da parte da população beneficiada, seja do lado da opinião pública.

O pacote de obras do governo municipal será aberto após a Semana Santa, mas continuará fechado, se algumas alterações urbanas não forem discutidas com as populações locais e se os projetos não forem dotados de ausência ou reduzido índice de efeitos colaterais sociais. Mantendo o adjetivo, o pacote de obras pode chegar como o tipo de venda “de porteiras fechadas” ou ainda o pulo no abismo “de olhos vendados”: ambos, venda e pulo, já vem prontos em seu conjunto, e o comprador ou o saltador assumem todos os riscos, sem avaliá-los antes. O pacote de obras precisa ser aberto não apenas aos olhos e ouvidos, mas às bocas da população, discutido e integrado com os anseios locais, afinal, nem sempre o presente recebido é o desejado, especialmente quanto o presenteador pensou mais no que lhe agrada do que naquilo que almeja o presenteado.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

NESTE SÁBADO TEM NOITE CULTURAL DA TRIBAL


XIV NOITE CULTURAL TRIBAL
PRAÇA SÃO BENEDITO-PASSAGEM-CABO FRIO
DIA 16 DE ABRIL ÁS 19H17

PROGRAMAÇÃO (16.04.2011 ÀS 19h17Min)

• CONTO PRA TE ATAR
Espetáculo para crianças interpretado pela atriz e bonequeira Tânia
Arrabal, que brinca com as formas animadas inserindo-as no enredo das
histórias.15`;

• CINE GALERINHA
Mostra de curtas metragens, nacionais e internacionais, direcionadas
ao público infantil. Curadoria de Flávio Pettinichi. 15`;
O CONTADOR DE HISTÓRIA
Contação de história para crianças e adultos com o ator Wilson Miranda Jr. 10`;

• ANIMAGIA
Teatro de bonecos para crianças e adultos realizado pelo Grupo Sorriso
Feliz do mestre Clarêncio Rodrigues que apresenta vários quadros de
pleno encantamento com a performance dos seus marionetes 15`;

• MOSTRA FOTOGRÁFICA
Audio Visual do fotógrafo André Amaral 2`;

• CIA ARTE IN CENA
A Cia Arte in Cena apresenta um fragmento do Musical “Agreste”,
retratando a saga de um grupo de retirantes, que ao se deparar com a
morte de mais um de seus “Zés”, decide procurar outro lugar para
continuar levando a vida. Dança, teatro, música e poesia, um encontro
das artes com a cultura popular, mostrando as diversas faces daqueles
que, ao se retirarem do lugar comum, arriscam-se na escolha que os
levará rumo ao desconhecido. Direção de Pedro Rodrigues. 10`;

• CINE REGISTRO
Curtas metragens produzidas pelos alunos do Ensino Médio Técnico em
Audiovisual do Instituto Politécnico da UFRJ-Mar, de Cabo Frio 10`;

• MÚSICA INSTRUMENTAL MPB VIOLÃO E PIANO 15`;
O violonista Fernando Chagas e o pianista baiano Carlo Penza
apresentam fragmentos que valorizam e mesclam os diversos estilos da
música instrumental brasileira, demonstrando sua variedade e riqueza.
A apresentação será composta de três atos, sendo dois solos e um
dueto.

• GRUPO DE CULTURA POPULAR DA TRIBAL 40`.
O Grupo de Cultura Popular da Tribal, com orientação da Dona Sú, viúva
do saudoso Mestre Darcy da Serrinha, foi criado em 2006 com o intuito
de promover o resgate e divulgação da cultura popular brasileira, em
especial o jongo, através de pesquisas e vivências no âmbito das
manifestações folclóricas.


INSERÇÕES

• POESIAS;

• VARAL FOTOGRÁFICO com Mariana Ricci.

MIGALHAS...


---------- ONTEM FUI MEMBRO DA MESA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA sobre as obras de reforma da Avenida Ézio Cardoso da Fonseca no Jardim Esperança. Cerca de 60 moradores e comerciantes compareceram e a mesa foi composta ainda por Alessandro Teixeira, o Secretário de Transportes Mauro Branco e um representante da Subprefeitura do Jardim Esperança.

---------- OS PRESENTES FORAM OUVIR DETALHES DA OBRA e se decepcionaram – nenhum representante da Secretaria de Planejamento ou de Obras compareceu. Mauro Branco apresentou o projeto de reformulação do sistema de transportes urbanos da cidade e ouviu com tranquilidade as críticas, respondendo com parcimônia.

---------- SUGERI AOS PRESENTES que forçassem a marcação de novas audiências e que a Prefeitura inovasse, elaborando um RIS (Relatório de Impacto Social) da obra, consultando moradores e as possibilidades de alteração no comércio e residências do entorno, para que a obra seja executada com responsabilidade. Essa experiência tem sido largamente utilizada em prefeituras de São Paulo e foi criada pela Professora Cristina Panella (PUC-SP).

---------- SILAS BENTO RESPONDEU às perguntas do Professor Chicão de maneira incisiva na maioria das questões, especialmente no que concerne à sua candidatura à Prefeitura e à disputa pela presidência do PSDB municipal. Surpreendeu.

---------- NESTA SEXTA-FEIRA, O GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL vem a Búzios assinar o decreto de criação do PECS (Parque Estadual da Costa do Sol), o primeiro parque a unir áreas de preservação ambiental não contíguas do Brasil, uma experiência que vem sendo muito aplicada na América do Norte.

---------- POR FALAR EM MIRINHO, O PREFEITO de Búzios deu entrevista na Rádio Estação FM durante a manhã de segunda-feira – respondeu com firmeza e não poupou críticas à oposição.

---------- NESTA TERÇA-FEIRA, DIA 19 DE ABRIL, ao comemorarmos o dia do índio, vários eventos ligados aos estudos históricos movimentam a cidade: Durante todo o dia, a Escola Municipal Edith Castro dos Santos, em Aquarius (Tamoios) promove o I Fórum sobre Questões indígenas, com palestras e apresentações de trabalhos dos alunos.

---------- JÁ ÀS 18H30MIN, A UVA PROMOVE o cine-história, com exibição de documentários e debates sobre a questão indígena.

---------- FINALIZANDO A NOITE, A UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ promove o Café com História, às 20h, com o tema “50 anos do Xingu – reflexões sobre as questões indígenas no Brasil”, no auditório principal

DIA 19, TERÇA-FEIRA, DIA DO ÍNDIO, TEM CAFÉ COM HISTÓRIA NA ESTÁCIO

domingo, 10 de abril de 2011

MIGALHAS PETISTAS


---------- O DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PT DE CABO FRIO elegeu ontem José Marcos como presidente. Em segundo lugar ficou Dudu. José Leandro retirou sua candidatura e Chico Lan não se candidatou.


---------- HÁ QUEM DIGA QUE O RESULTADO foi uma derrota do governo e uma semi-vitória de Alair Corrêa. Interpretações à parte, o certo é que veremos mais discussões acaloradas sobre "quem vai ficar com o PT" até junho de 2012, talvez com capítulos mais emocionantes que os de 2008. A não eleição de um militante governista recoloca o PT de Cabo Frio em xeque, na berlinda e na disputa dos grupos políticos locais.


---------- POR FALAR EM PT, LUCIANO SILVEIRA oficializa sua pré-candidatura à prefeitura de Cabo Frio pelo Partido dos Trabalhadores no próximo sábado, em plenária no Sindicato dos Estivadores, às 16h.


---------- O RESULTADO DAS ELEIÇÕES DO PT também aponta, mais uma vez, para a evidência do golpe sofrido pela legenda com os falecimentos de Alfredo Barreto e Carlinhos. Os dois, grandes articuladores do partido no que se refere ao governo, fizeram falta neste e em outros momentos para quem esperava uma posição mais orgânica.


---------- A ELEIÇÃO DE ONTEM TAMBÉM evidencia certa dose de insatisfação de parte dos membros do partido. Há quem diga que apenas poucos militantes foram favorecidos, em vários sentidos, com a ida da sigla para o governo, e que a maioria da militância ficou a ver navios. Os números de ontem teriam sido uma resposta a este movimento.


---------- NADA LEVA A CRER, PORÉM, que Alfredo e Carlinhos, vivos, manteriam um alinhamento com o governo como antes. As eleições de 2010 mudaram muita coisa e o lançamento da pré-candidatura de Alfredo Barreto à Prefeitura da cidade era dada como certa em muitas conversas. O papo com Marquinho ficaria mais duro, o que não quer dizer que haveria ruptura.


---------- DE QUALQUER MANEIRA, O PT eliminou ontem a possibilidade de ficar "tranquilo" até 2012: muitas águas, conversas e articulações vão rolar até lá. A nominata do partido já pretende contar com Eduardo Kita, Achiles Barreto, Rodolfo Machado, entre outros. Cabe lembrar ainda que o PT possui sua executiva regional, que muito pode influenciar a tomada de posição do partido a nível municipal. É esperar para ver. A eleição de ontem não encerra uma página - ao contrário, cria novos e imprevisíveis capítulos.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

IMPOSSÍVEL OUTRO ASSUNTO

Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 9 de abril de 2011
É o que diz o título, em gênero, número, grau e pasmo. Pensei, ao longo da semana, em tratar das condições absurdas do sistema bancário nacional, quando passei por três municípios da região para conseguir realizar quatro depósitos com menos filas e mais competência. Pensei em falar novamente da questão da fidelidade partidária: trataria do conflito entre a absolvição no processo contra o prefeito de Iguaba e a aceitação dos ditames do TSE pela Comissão de Reforma Política do Senado. Mas hoje é impossível falar de outro assunto que não seja o doloroso massacre de estudantes em Realengo. Realengo, bairro conhecido principalmente pela presença militar, assistiu às mais duras cenas de sua história. No mesmo dia, conversava eu com professores sobre a presença do tráfico de drogas em uma determinada escola municipal de Cabo Frio. Essas questões nos levam a reflexões de dois tipos: na área das políticas públicas e na área dos sentimentos humanos. As escolas públicas hoje, permissivas com o alunado e repressivas com os profissionais da educação, em sua maioria, dão extrema atenção para os pequenos detalhes inoperantes e negligenciam os elementos primordiais de uma vivência segura da educação. Em Macaé, por exemplo, até escolas municipais em localidades rurais possuem a presença da Polícia Militar ou da Guarda Municipal. Em outros lugares, porém, a entrada de estranhos ao recinto escolar é permitida livremente, sob a alegação de que a escola “é prédio público”, ou ainda “espaço para livre circulação e interação da comunidade”. Não conheço experiências de revista a transeuntes e solicitação da apresentação de documentos para entrada em recintos escolares no Estado do Rio de Janeiro. Igrejas possuem empresas terceirizadas de segurança trabalhando 24 horas; escolas não. A revista a alunos e visitantes das escolas é alegada como desmoralizante, ao passo que um projeto de lei estadual para realização de exame toxicológico em alunos da rede tem causado polêmica. O prédio escolar não é tratado como centro de excelência de ensino, a ser utilizado especificamente por cidadãos (alunos ou não) que demonstrem objetivo interesse em pesquisa e aprimoramento intelectual, devendo, para isso, comprovar ao que vieram naquele momento. Dificilmente, após este fato horrendo, a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro não criará uma estrutura de segurança para as entradas, arredores e interiores nos prédios escolares. A dor de ver crianças inocentes mortas e pais desesperados nos traz, por outro lado, um despertar de sentimentos humanos. Na dor, aqueles que não são pais se tornam e os que são, desabam. Na dor do que vemos, os sinais nos rostos das mães se universalizam como função comum do ser mulher. Na dor do que ouvimos, homens e mulheres se sentem novamente crianças, a chorar pelos corredores, temerosos pelo monstro que se aproxima para lhes tirar a vida, como nos mais mórbidos pesadelos de infância – só um colo e um defender é o desejo dos adultos que assim lacrimejam. Eu, assim, termino meu dia jogando um grande futebol com um pequeno menino, numa quadra de escola pública, esperando que a trina relação adulto-criança-escola precise amanhã de menos seguranças, e hoje, de bem menos ilusões.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

CONVITE - EXPOSIÇÃO NO ESPAÇO CÂMARA CULTURAL


Nesta sexta-feira, 8 de abril, a partir das 19h, a artista plástica Andipa Garrido inaugura sua exposição de artes plásticas com o sugestivo nome de "PRETENDE". O trabalho da artista, que é docente da Rede Estadual de Ensino, promete dar o que falar. As visitações começam no dia 11 no Espaço Câmara Cultural – Câmara Municipal de Cabo Frio.

sábado, 2 de abril de 2011

CIDADE JARDIM: SEJA UM PRODUTOR ASSOCIADO

Mais uma grande ideia de Guilherme Guaral e sua equipe. Será que vai dar certo? Bem, só depende de você, de nós...

Boatos e dengues


Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 3 de abril de 2011.

Cabo Frio é uma cidade complicada. O termo e a afirmação nada têm a ver com críticas ao município ou à sua população, mas sim relaciona-se ao fato de que as informações na cidade são um misto de verdade e mito, muitas vezes, difícil de ser decifrado. Informações que imaginamos fantasiosas, percebemos, em minutos, são reais, ao passo que aquilo que nos parecia mais que verídico acaba se mostrando oriundo de centrais de boatos, inauguradas por campanhas eleitorais à prefeitura da cidade nos idos das décadas de 70/80.


As mortes encaixam-se no primeiro caso. A maioria dos falecimentos mais recentes dos quais recebi notícias na cidade me pareciam, inicialmente, falácias, e assim, creditava eu aos inconficientes de plantão (nome menos feio para fofoqueiros) a autoria da notícia que, ao final, era verdadeira. Um exemplo do segundo caso encontra-se no meio político: acordos que pareciam certos se mostram nunca imaginados; quedas e posses de gestores públicos, dadas como exatas, na verdade nunca estiveram em pauta na realidade local.


A epidemia de dengue, parece-me, acaba mostrando que há uma terceira forma de relacionar mentiras e verdades na cidade. Há aqueles casos, pois, que, sendo verdadeiros, são, por vezes, esquecidos propositalmente; omitidos com intenção; desconsiderados em sua grandeza, ou ainda, fraudados em sua divulgação.


Ao que me parece, a saúde pública e particular em Cabo Frio caminha nessas sendas: hospitais particulares possuem recepções e acessos como se fossem os piores hospitais públicos do estado; UTI's particulares quase são sinônimos de falecimento de seus internados, ao passo que o que há de público na saúde do município, como o Hospital São José Operário, deixa de ser ruim e passa a ser pior com a chegada da UPA, segundo os último relatos que ouvi, invertendo o processo que deveria ocorrer no município, já que a política de saúde estadual busca a otimização dos hospitais de referência local a partir da anexação das UPA's aos sistemas de saúde municipais, ainda que, por vezes, isso fique apenas na teoria. Pior do que parar no discurso, o caso Cabo Frio o inverteu.


Os Jornais O Globo e Extra noticiaram nesta semana a oficialização da epidemia de dengue em Cabo Frio, que juntou-se a outras cidades do estado (totalizando dez municípios até o fim da redação desta matéria) padecentes do mesmo mal. O que era tratado nas rodas de conversa como virose, número preocupante, agora é decididamente grave. O que parecia exagero, empolgação de megalomaníacos locais, agora demonstra-se real.


Cabe esquecer as formas de tratar, esconder ou esquecer informações e partir para a guerra contra a doença, pela saúde e contra aqueles que só se lembram dela neste momento. Que este novo “prêmio” que “destaca” Cabo Frio no cenário estadual e nacional sirva de alerta: chegou a hora de pensar em uma saúde pública e privada séria para nossa cidade. Chega de unilateralizar a medicina.