ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

sábado, 30 de outubro de 2010

FUSÃO E CISÃO


Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 30 de outubro de 2010


Nas vésperas da definição de uma das eleições presidenciais mais polêmicas de nossa história, recordo-me de um ensinamento da Antropologia Clássica que, ao que me parece, mui bem ilustra nosso atual quadro de sucessão federal.


Estudando os Nuer, povo do Nordeste africano, habitantes das proximidades do Nilo, o antropólogo britânico estrutural-funcionalista Evans-Pritchard concluiu que os conflitos entre as diversas tribos componentes daquele povo operavam a partir de um sistema lógico de fusão e cisão: disputas regionais e localizadas levavam uma tribo A a guerrear contra uma tribo B; entretanto, se uma tribo C, de região mais distante, atacasse a tribo A, a então inimiga tribo B a ela se juntava, para combater a “intrusa” tribo C. De igual maneira, por mais que as tribos Nuer A, B e C tivessem suas rivalidades, todas se uniam quando a ameaça vinha ainda mais de fora, ou seja, de outro povo, no caso, os Dinka, povo que era o grande inimigo dos Nuer. Assim, podemos dizer que quanto mais o inimigo era oposto e externo, mais as tribos operavam a fusão; quanto mais o inimigo era próximo geograficamente e culturalmente, mais as tribos operavam a cisão, a divisão.


Não acontece muito diferente no nosso segundo turno. Setores de pensamento progressista, popular, “de esquerda” operaram a partir da cisão no primeiro turno presidencial, já que diferenças acidentais, ou seja, superficiais, entre suas ideologias e projetos de nação, apresentavam cada setor como um inimigo próximo.


No segundo turno, porém, a situação alterou-se: a polarização se deu com um inimigo externo, de outra ideologia completamente oposta: ele representa a tradição, o moralismo, o atraso, o poder do capital privado desmedido, a mentira utilizada como arma para convencimento da população mais pobre. Diante do inimigo “mais inverso” que os enfrentados no primeiro turno, os setores progressistas (ao menos seus militantes) parecem encaminhar-se para uma unidade, ainda que crítica e ponderada.


É o que acontece com o PSOL, o PCB e parte considerável do PV, não fosse a atitude mais que decepcionante de Fernando Gabeira. Migrando para o voto em Dilma ou o voto nulo, os setores progressistas do Brasil isolam José Serra como candidato de uma “quase extrema direita” que, de religiosa, só tem os louvores litúrgicos pelas divindades da privatização, do capital estrangeiro, do preconceito e da mentira.


Penso que, já visualizando as eleições de 2012 em nossa cidade, a tática da fusão me parece ser a única possibilidade dos setores progressistas de Cabo Frio enfrentarem a polarização local (lutando de fora ou de dentro dela), que é mais do que uma polarização de nomes ou grupos – é uma polarização de modelos tradicionais, com maiores ou menores vestes íntimas de modernidade.


No dia de amanhã, não posso deixar de encarar o voto em José Serra como o voto nos Dinka – o inimigo maior, mais oposto, mais distante e, por isso mesmo, mais destruidor. Entendo que chegou a hora da fusão e de falar abertamente que quem vota em Serra vota num modelo de governo que coloca o ser humano, em todas as suas versões e aspirações, abaixo de todos os interesses. É hora de assumir que votar em Dilma é mais do que optar pela fusão ao invés da cisão – o que já seria grandioso: votar em Dilma é optar pelo Brasil.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Budega homenageia Adoniran Barbosa no sábado


"Sim, mas se assoprarem debaixo desta cinza tem muita lenha pra queimar..."

Com esta frase que, sem dúvida, homenageia nosso blogueiro "in memorian" Totonho, anuncio com prazer que o Maestro Ângelo Budega prossegue com sua série de homenagens aos principais nomes da história da música brasileira. A bola da vez é Adoniran Barbosa, sambista paulista compositor de "Saudosa Maloca", entre outros sucessos. A apresentação musical acontece neste sábado, Às 20h, no Convento de Nossa Senhora dos Anjos.

De minha preferência pessoal, destaco um samba de Adoniran que apresenta a veia crítica do compositor, impactado com a chegada da Jovem Guarda ao cenário musical brasileiro. Diante da postura dos jovens da época segundo a qual sua música seria "passado", Adoniran responde com perspicácia e ironia:

JÁ FUI UMA BRASA

Eu também um dia fui uma brasa
E acendi muita lenha no fogão
E hoje o que é que eu sou?
Quem sabe de mim é meu violão
Mas lembro que o rádio que hoje toca iê-iê-iê o dia inteiro,
Tocava saudosa maloca

Eu gosto dos meninos destes tal de iê-iê-iê, porque com eles,
Canta a voz do povo
E eu que já fui uma brasa,
Se assoprarem posso acender de novo

(declamado):
É negrão... eu ia passando, o broto olhou pra mim e disse: é uma cinza, mora?
Sim, mas se assoprarem debaixo desta cinza tem muita lenha pra queimar...


quarta-feira, 27 de outubro de 2010

6 º BONECART EM CABO FRIO


O Teatro Municipal de Cabo Frio receberá, de 26 a 31 de outubro, o evento Bonecart, idealizado pelo grupo Sorriso Feliz Criações Artísticas, com apoio da Associação Rio de Teatro de Bonecos (ARTB), da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos (ABTB) e da União Internacional do Teatro de Animação (ENIMA).


Segue, abaixo, toda programação do Bonecart no Teatro Municipal:


26/10 – 9h - Quem Canta e Conta Encanta! (Grupo Sorriso Feliz)

26/10 – 15h - Contação de Histórias (com a atriz e bonequeira Tânia Arrabal)

27/10 – 9h - Inventos Alegres do Vovô (Cia Jorge Crespo - Brasília)

27/10 – 15h - O Homem Que Calculava (Grupo Cabeça Oca - Rio de Janeiro)

28/10 – 15h - Contos do Brasil (Catalunya-Espanha)

28/10 – 20h - A Lenda da Senhora Criança Perdida (Grupo Andança)

29/10 – 20h - Fios Mágicos (Gabriel Bezerra - Rio de Janeiro)

30/10 – 20h - Sutaki (Hérman Cruz - Argentina)

31/10 – Animagia (Sorriso Feliz - Cabo Frio)


Além destas apresentações, haverá oficina de animação dia 28/10, às 14h, na Universidade Veiga de Almeida.

MIGALHAS


---------- ASSINEI ONTEM o Manifesto Pró-Dilma de professores e alunos da UFF. O professor Jair Ramos acompanhou-me na militância.


---------- NO SITE http://universidadesprodilma.wordpress.com/, é possível enxergar a militância do universo acadêmico em favor da eleição de Dilma.


---------- NÃO HÁ DÚVIDAS de que o mundo universitário está quase 100% ao lado de Dilma. Um amigo meu, que vota nulo, mandou-me e-mail falando da "arrogância" de Lula ao dizer que não precisava estudar para ser Presidente. Se com essa "arrogância" ele já encantou os que estudam muito, imagine se tivesse feito diferente...


---------- ESTE SEGUNDO TURNO me lembra a primeira eleição de Lula, onde havia uma desconfiança dos setores empresariais e intelectuais sobre a eleição do petista. Agora, a desconfiança é do eleitorado tradicional, especialmente no que tange às religiões.


---------- A DIFERENÇA É QUE, dessa vez, a maioria dos empresários e intelectuais estão com o PT. Na parte mais simples da população, o eleitorado se divide por causa das questões religiosas, alimentadas pelos boatos sujos do PSDB.

Marilena Chaui diz que PSDB foi obsceno ao usar religião na campanha e denuncia nova fraude eleitoral tucana



Adaptado do texto de 25/10/2010 - 22h41 - FOLHA DE S. PAULO
UIRÁ MACHADO

Marilena Chauí, uma das maiores autoridades da Filosofia no Brasil, disse nesta segunda-feira em ato na USP em apoio a Dilma Rousseff que o PSDB passou do deboche à obscenidade ao empregar motivos religiosos para atacar a candidata do PT.

"O santinho [que liga Jesus a José Serra] é obsceno, pois não tem respeito pelo sagrado. (...) É obsceno politicamente, porque a grande conquista da democracia moderna é a República laica", disse Chaui, que é professora titular da USP e ideóloga do PT.

A filósofa fez também um alerta. Segundo ela, um conhecido "ouviu um diálogo" em que duas pessoas diziam que, no comício de Serra no dia 29, um grupo vestido com camisetas do PT atacaria os militantes tucanos para jogar a culpa nos petistas.

Chaui participou de um "ato suprapartidário" organizado por professores e alunos da USP em apoio a Dilma que contou com a presença de cerca de mil pessoas, entre as quais Celso Antonio Bandeira de Mello, Vladimir Safatle e Antonio Candido, representado por sua filha.

No evento, a principal preocupação manifestada foi com os eleitores de esquerda que pretendem anular o voto.

Antes de Chaui, entre os professores que insistiram na existência de diferenças entre Serra e Dilma, num discurso voltado sobretudo para os defensores do voto nulo, estava o crítico Alfredo Bosi.

Segundo Bosi, está em jogo o confronto entre a consolidação de um projeto de distribuição de renda, com Dilma, e o retrocesso, com Serra. "Nosso voto não é cego, é crítico", disse Bosi. "A confiança e a esperança [na continuidade do projeto de Lula] não nos isentam de continuar lutando."
A socióloga Heloísa Fernandes, filha de Florestan Fernandes, num discurso emocionado em que afirmou que o pai gostaria de estar ali, disse ter votado em Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) no primeiro turno, mas que agora votaria em Dilma.

"Discordo que não existam diferenças nem acho que os dois candidatos sejam farinha do mesmo saco."

No dia seguinte ao ato, Marilena citou notícias de que o PSDB prepara um atentado para o comício do candidato José Serra do dia 29 de outubro. Militantes tucanos vestiriam camisetas do PT e iniciariam uma pancadaria generalizada, com o objetivo de culpar a candidatura de Dilma Rousseff pelo episódio.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

VERDADES E MENTIRAS


Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 23 de outubro de 2010

Sempre fui contra enxergar, em situações de conflito político ou social, a dicotomia clássica da história entre verdade e mentira, por entender que seriam categorias muito maniqueístas para representarem com exatidão a condição humana. A atual situação caótica do segundo turno, entretanto, levou-me a mudar parcialmente minha opinião.

Em discurso para artistas e intelectuais reunidos em apoio à candidata Dilma Rousseff, o teólogo Leonardo Boff afirmou que quando Lula foi eleito, a esperança venceu o medo, e se Dilma se eleger em 31 de outubro, a verdade vencerá a mentira.

Sou forçado a concordar com Boff. Não temos no PT um poço de verdades. Incompleta e imperfeita como todo partido e candidatura, a opção por Dilma, entretanto, encontra do outro lado uma candidatura completamente fundamentada sobre as colunas das mais profundas inverdades – a candidatura de Serra, sem dúvida, é candidatura da mentira.

Serra fingiu descaradamente ser ferido em manifestação do Rio de Janeiro. Isso é verdade: podemos comprovar através da reportagem do SBT disponível em www.youtube.com/watch?v=9aUtwN3xBFM. Serra – pasmem os piedosos católicos que obedecem sermões suspeitos na TV para escolher seus candidatos – pode estar envolvido junto com o Bispo de Guarulhos na falsificação de assinaturas de Bispos da CNBB, pedindo voto contra Dilma – vide www.redebrasilatual.com.br/temas/politica/novo-flagrante-pt-quer-saber-autoria-de-panfletos-anti-dilma. Serra teve um caminhão de cestas básicas com sua marca apreendido – ia comprar votos do povo pobre e faminto – isso é verdade, basta acessar www.correiodopovo.com.br/Eleicoes2010/?Noticia=212141.

Serra prometeu, quando candidato a Prefeito de São Paulo em 2004, não deixar o cargo para ser candidato a Governador em 2006, dizendo ao eleitor que poderia não votar nunca mais nele se fizesse isso. É verdade – está disponível em www.youtube.com/watch?v=Y6wO6YzH9_s&feature=player_embedded#! Além disso, Serra agora faz discurso contra o aborto, mas foi o seu maior defensor quando Ministro da Saúde, como comprovamos no artigo da semana passada. Serra também é preconceituoso – isso é verdade, basta conferir o vídeo disponível em www.youtube.com/watch?v=8-5ly0wnLOA, quando culpa os nordestinos pela crise educacional do Estado de São Paulo.

Nessa eleição, vemos que o aspecto religioso entra em voga – o que em nada contraria os ditames republicanos de separação entre Igreja e Estado, mas sim revela o viés religioso como determinante nas opções individuais dos cidadãos brasileiros (e isso é democrático). Nesse sentido, é preciso que os cristãos lembrem-se que nossa doutrina, tradicionalmente, concebe o diabo como pai da mentira – votar na mentira, pois, é votar no mal, e se a opção for entre uma candidatura da mentira e uma candidatura que não finge, não falsifica e não exclui, prefiro esta àquela, porque, mesmo com defeitos, votar em Dilma é optar por um paraíso ou purgatório; votar no candidato da mentira, sem dúvida, é optar pela dilapidação de nossas riquezas, privatização de nossas estatais, dependência do mercado externo, desrespeito ao povo mais pobre – é optar pelo inferno no Brasil.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

JOGO SUJO ELEITORAL NAS BARBAS DA IGREJA

O Bispo de Guarulhos, Dom Luiz Gonzaga, é o primeiro acusado e suspeito de financiar e solicitar a produção de mais de 2 milhões de panfletos falsos contra Dilma em uma gráfica de São Paulo. O material possui logomarca da CNBB e assinaturas falsificadas de Bispos da entidade. O crime é eleitoral e penal, pois trata-se de falsidade ideológica.

Confira a notícia em http://www.redebrasilatual.com.br/temas/politica/novo-flagrante-pt-quer-saber-autoria-de-panfletos-anti-dilma

É o segundo ataque direto à candidatura do PT que parte de setores minoritários e tradicionalistas da Igreja Católica, ligados especialmente à Opus Dei e Renovação Carsimática. O primeiro deu-se em um Sermão do Pe. José Augusto, da Canção Nova, que, contrariando os ditames da Igreja Católica, citou nome de partido para pedir voto contra uma candidatura, sob a falsa alegação - aliás, previsão do futuro, algo que vai contra a doutrina da Igreja, pois trata-se de magia e adivinhação - de que Dilma aprovaria a liberação do aborto no Brasil.

Cabe lembrar que a TV Canção Nova é de Cachoeira Paulista - SP. Lu Alckmin, esposa de Geraldo Alckmin-PSDB, já possuiu programa na TV em 2009, enquanto Alckmin era nomeado Secretário do Governo de São Paulo e pré-candidato a Governador. Gabriel Chalita , então no PSDB, elegeu-se também Vereador e foi nomeado Secretário Estadual de Educação de São Paulo enquanto apresentava seu programa na mesma emissora.

"Quando Lula foi eleito, a esperança venceu o medo. Agora Dilma será eleita e a verdade vencerá a mentira."

(Leonardo Boff)

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

PRIMEIRA OFICINA de ESTUDOS da PRESERVAÇÃO itinerante em Cabo Frio


I OFICINA de ESTUDOS da PRESERVAÇÃO

.............. itinerante em Cabo Frio ..............



O Escritório Técnico do IPHAN na Região dos Lagos, a ASAERLA e a Ferlagos convidam para a palestra

Em busca de uma gestão social da cidade: experiências em Jnane Aztout (Larache/ Marrocos) e la Bachillera (Sevilha/Espanha).

Jose Maria López Medina

Arquiteto e Urbanista pela Universidad de Sevilla (Espanha)

Especialista em Cooperação e Desenvolvimento de assentamentos humanos pela Univ. Politécnica de Madrid (Espanha).


Local:
Auditório da Ferlagos
Av. Júlia Kubitscheck, 80 – Bairro Jardim Flamboyant - Cabo Frio - RJ

Data
:
20/10/2010, às 18:30 horas
quarta-feira

E N T R A D A F R A N C A


Informações pelo telefone (22) 26464333 ou pelo e-mail escritorio.lagos.rj@iphan.gov.br.


Ainda sobre o palestrante:

Membro da Comissão Acadêmica e coordenador do módulo em Gestão Social da Habitação da Univ. de Sevilla e na mesma instituição ministrou como professor (2004-2006) a disciplina “Hábitat y Desarrollo” (Habitação e Desenvolvimento) na linha de pesquisa Desenho de Processos de Gestão del Habitat.

Desde 2000 vem atuando em projetos de planejamento urbano, metropolitano e territorial. Membro da associação universitária e ONG Arquitectura y Compromiso Social desde 1997, respondendo pela sua Coordenação Geral no período de 2002/2006. Pela referida instituição, responsabilizou-se se pela Coordenação do Programa de Ação em La Dalia (Nicarágua) de 1999 a 2002 e pelo Plano de Ordenamento Territorial Municipal de El Tuma- La Dália, de 1999 a 2001. Atualmente dedica-se ao desenho e desenvolvimento de processo de participação cidadã para a redação do Plano Diretor de Ordenação Urbana de Palomares del Río e de Sanlúcar la Mayor (2005/ 2006), ambos distritos de Sevilha.

Como sócio da Surco Arquitectura, integra a equipe responsável pelos trabalhos de reabilitação urbana e arquitetônica do Polígono Sur e Cartuja (Sevilha/ Espanha), La Paz, Almanjáyar (Granada/ Espanha), contratados pela Empresa Pública de Suelo de Andalucía. Nos últimos anos vem se dedicando a encontros nacionais e internacionais sobre planejamento e tecnologias para o desenvolvimento.

Sinopse:

A conferência pretende analisar duas diferentes experiências de intervenção em bairros marginalizados em seus contextos urbanos próximos às áreas históricas nas cidades de Sevilla (Espanha) e Larache (Marrocos). Tais intervenções dizem respeito à construção e implantação de estratégias que permitissem somar conhecimento técnico aos processos transformadores da cidade, de forma a recuperar os espaços de participação cidadã nas instâncias de decisão.

Ainda que em localidades bastante distintas, geográfica e culturalmente, ambos os casos constituem exemplos de processos de consolidação de zonas auto-construídas cuja compreensão passa por uma noção ampla de patrimônio enquanto recurso e inserida no processo de produção da cidade. Muito além da noção consagrada de patrimônio artístico e histórico, que tende a colocar no centro da questão a dimensão física da cidade histórica – a urbs –, ambas as intervenções se apóiam sobre o critério de fortalecimento e aproveitamento do patrimônio sociocultural, espacial, econômico, organizacional e de convívio - urbs, civitas e polis – dos bairros e seus habitantes. Estes deixam de ser meros destinatários de políticas públicas urbanas, e se reconstroem enquanto sujeitos protagonistas da intervenção através de processos de participação e debate. Além de um ponto de apoio para a consolidação destes bairros, o reconhecimento de tais valores patrimoniais admite um debate importante sobre os limites amplos do conceito de cidade histórica, de cidade monumento e de cidade documento.

A apresentação dos casos oferece, pois, uma oportunidade para a valoração destas práticas, processo e impactos, especialmente no que diz respeito aos seus aspectos mais efetivos, desde uma visão complexa, democrática e transformadora.


Saiba as novidades sobre Patrimônio na Região dos Lagos no Blog Estação do Patrimônio!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

AGORA É DEFINITIVO - DILMA FECHA SUA POSIÇÃO CONTRA O ABORTO. CADÊ O PE.JOSÉ AUGUSTO??


SEGUNDO TURNO PLEBISCITÁRIO

Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 16 de outubro de 2010

Uma forte onda de boatos, acusações levianas e pouco inteligentes, bem como teorias conspiratórias histéricas, começam a tomar conta do processo eleitoral, a fim de transformar o segundo turno da eleição presidencial num pseudoplebiscito sobre o aborto.

Forças de extrema direita, ligadas a gente que arruinou o país no governo FHC, católicos e evangélicos extremados e/ou tradicionalistas, tentam forçar a barra de um Serra contra o aborto e uma Dilma a favor. Sabedores de que a nação brasileira é, em sua maioria, contrária ao aborto – e eu também sou – esperam obter a vitória através de mentiras.

Ora, se o segundo turno fosse um plebiscito sobre o aborto, ele deveria ser anulado. Ambos os candidatos não são claros quanto à questão.

Dilma é do PT, que lançou em 2009 o PNDH3 (Programa Nacional de Direitos Humanos número 3), onde figura apoio ao aborto. O programa não tem força de lei, e qualquer medida nessa linha precisaria ser aprovada pelo Congresso, hoje com alta rejeição pública, e que, assim, não se arriscaria ir contra à população brasileira – se hoje tivéssemos, de fato, plebiscito sobre a liberação do aborto, o Brasil em maioria votaria contra.

Serra, por sua vez, é do PSDB, que, quando governou o país, lançou, em 2002, o PNDH2, onde já figurava o apoio ao aborto, nas propostas 179 e 334. Isso sim não é boato: basta ler o Decreto 4229 de 2002 em seu anexo I.

Por sua vez, Serra, quando Ministro da Saúde, emitiu a Norma Técnica referente à prevenção e tratamento dos agravos resultantes da violência sexual contra mulheres e adolescentes, em 1998 – vide www.conversaafiada.com.br/politica/2010/10/05/e-para-usar-o-aborto-na-campanha-ministro-serra-autorizou-muito-aborto

Ambos, agora, obviamente, declaram-se contra o aborto, mas, diante dos fatos que acabo de apresentar, parece claro que suas posturas são inseguras igualmente. Por outro lado, nenhum dos dois seria louco de apoiar uma medida impopular em seu governo.

Igualados nessa polêmica, entendo que nosso voto deva se guiar pelo melhor projeto de nação como um todo, e não em relação a um ponto específico. A eleição não pode tornar-se uma disputa religiosa. Assim, não posso negar minha preferência pelo projeto do PT que, ao meu ver, fez do governo Lula o melhor da história do país, junto a Vargas: economia forte; poder aquisitivo aos mais pobres (do direito à moradia às compras do mês); preços fixos; crédito para aquisição de bens de grande porte (automóveis, etc.); subsídios à educação pública (vide a chegada do IFF a Cabo Frio); posição de respeito no cenário internacional; quitação da dívida externa; crédito no mercado internacional.

O projeto de nação do PSDB, ao contrário, em 8 anos, dilapidou nosso patrimônio com privatizações; nada fez pelas classes B e C e não fortaleceu a economia – O Plano Real, na verdade, foi uma dolarização. A estabilidade da moeda é parte apenas de uma política econômica, não sendo coerente, numa análise financeira, reduzir esta àquela.

Como afirmou o professor Maurício Abdalla, da UFES, Dilma pode não ser a candidata de nossos sonhos, mas Serra é o candidato dos nossos piores pesadelos. Não quero ver meu país retroceder, voltando às mãos de especuladores financeiros disfarçados em teorias sociológicas ultrapassadas. Quero ver meu país avançar. É justamente por amor ao povo de Deus, que sofre pelas esquinas, barracos e tragédias da vida, e que, hoje, com o atual governo, vê uma luz no fim do túnel, que eu voto e peço votos para Dilma Presidente.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Crime eleitoral: Deputado Paulo Melo pode perder registro











FONTE: http://odia.terra.com.br/portal/brasil/eleicoes2010/html/2010/10/crime_eleitoral_deputado_paulo_melo_pode_perder_registro_116376.html

POR RICARDO VILLA VERDE

Rio - O Ministério Público Eleitoral no Estado do Rio de Janeiro denunciou o deputado estadual eleito, Paulo César Melo de Sá (PMDB), e Francine Conceição Gago Motta, prefeita de Saquarema e esposa do deputado,na Região dos Lagos, por conduta vedada. Se condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral, Paulo Melo pode perder o registro ou diploma. Ambos estão sujeitos à multa.

Segundo nota do MP Eleitoral, Paulo Melo utilizou indevidamente o cadastro de contribuintes da Prefeitura de Saquarema para envio de propaganda eleitoral. Ainda segundo o MP Eleitoral,a comprovação da irregularidade foi feita por proprietários de imóveis de veraneio em Saquarema que, mesmo residindo na cidade do Rio de Janeiro, receberam a correspondência eleitoral nas suas residências.

A moradora C.M.L., por exemplo, denunciou a atitude do deputado. Ela mora no Rio de Janeiro, sendo o carnê do IPTU do imóvel de Saquarema remetido para seu domicílio no Rio. Ela foi surpreendida com o envio de correspondência de Paulo Melo para sua residência no Rio, na qual era veiculada propaganda eleitoral do representado, com a divulgação de sua plataforma política.

A denúncia revela que o candidato obteve acesso irrestrito aos endereços de todos os moradores cadastrados pela Prefeitura.Para o MP Eleitoral, a prefeita da cidade abusou do poder, desvirtuando a finalidade do banco de dados, incorrendo na prática de conduta vedada, para beneficiar a candidatura de seu marido.

A ação do MP Eleitoral diz que Paulo Melo, “valendo-se de expediente oportunista e abusivo, passou a ser detentor de informações preciosas que o colocaram à frente dos demais candidatos, por meio de ampla e eficaz estratégia de publicidade”, descreve a ação da Procuradoria Regional Eleitoral.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

FRASE DA SEMANA


"Dilma, admitamos, não é a candidata de nossos sonhos. Mas Serra o é de nossos mais terríveis pesadelos."

Maurício Abdalla
Professor de Filosofia da UFES

MIGALHAS!


* Prefeitura de Búzios fecha destinação de 35% do orçamento para educação em 2011. Exemplo para o Brasil. Parabéns Mirinho.

* Como Ministro da Saúde, Serra foi um dos entusiastas das normas técnicas em favor do aborto para hospitais públicos,tendo assinado algumas delas inclusive. Ele e os católicos/evangélicos piedosos falam/sabem disso?

* Cabe lembrar que o governo FHC foi quem produziu o primeiro PNH, onde já figurava o apoio ao aborto. Alguém fala/sabe disso?

* Duvido que tendo ido ao segundo turno praticamente só por causa da polêmica do aborto, Dilma deixará que ele seja aprovado em seu governo.

* Vão votar em Serra por saberem que Dilma pensa coisas que ela não pensa, mas não sabem nem metade do mal que Serra pensa...

* É preciso pensar o Brasil maior.É preciso projeto de nação e não ter medo de discutir o tema. Chega de terror eleitoral.Vamos crescer gente.

* O SWU ainda é mais rock do que o R0ck in Rio...

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

WAGNER MONTES DEVERÁ SER CANDIDATO A PREFEITO EM 2012


O Deputado Estadual reeleito Paulo Ramos teve sua sugestão reforçada pelo Ministro do Trabalho e Presidente nacional licenciado do PDT, Carlos Lupi: Wagner Montes deverá ser indicado candidato a Prefeito do partido em 2012.

Para Lupi, Wagner deve concorrer em uma das três principais cidades do Estado onde foi bem votado: Rio de Janeiro, São Gonçalo ou Duque de Caxias.

Wagner Montes prefere se pronunciar depois de conversar com a Exxecutiva do Partido.

COMENTÁRIOS: Os problemas das candidaturas executivas de Wagner Montes pelo PDT tem sido um só - ele. Wagner em geral não aceita e prefere se manter acumulando os cargos de Deputado Estadual e apresentador. Independente de sua postura política - vista por muitos como fascista - é preciso reconhecer que, candidato, dificilmente perderia, a não ser em Caxias, onde Zito e Washington Reis poderiam minar seus votos. No Rio de Janeiro, a candidatura de Wagner só aconteceria se o partido rompesse com Cabral, pois Eduardo Paes é candidato à reeleição com apoio do Governador. Em São Gonçalo o caminho é mais fácil: Aparecida Panisset, também do PDT, é reeleita e não pode lançar o principal nome do governo: o Secretário Municipal de Saúde, Deputado Estadual reeleito e seu irmão, Márcio Panisset, também pedetista como Wagner, e que pode ainda ser convidado por Cabral para ser o novo Secretário Estadual de Saúde.

Em declaração ao Jornal O Dia, Lupi confirmou que o PDT pretende ter no próximo governo pelo menos uma secretaria: “Preferimos a área social. A Educação é a menina dos olhos. O governador nomeou um novo secretário (Wilson Risolia), mas pode ser mais para esse período”, afirmou Lupi. Ele explicou que as secretarias de Trabalho, Habitação e Ação Social também interessam o partido.

Caso Márcio ou outro Deputado pedetista de fato assuma uma Secretaria Estadual em 2011 ou Wagner se lance candidato a Prefeito em 2012, Janio assume a vaga de Deputado Estadual na ALERJ.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

MIGALHAS ELEITORAIS


---------- ALGUNS FATORES DEFINIRAM as eleições 2010 e não foram muitos: os votos de evangélicos e católicos em suas linhas mais radicais; o voto em candidatos de fora das regiões; o voto em candidatos ligados à mídia. Isso talvez explique, por exemplo, a baixa votação de todos os candidatos da Região dos Lagos.

---------- A REGIÃO DE MACAÉ/RIO DAS OSTRAS, ao contrário, deu um show de inteligência: elegeu dois Deputados Federais (Dr. Aluizio-PV e Adrian-PMDB) e dois Estaduais (Christino Áureo-PMN e Sabino-PSC).

---------- OS ELEITORES DE CABO FRIO, São Pedro, Arraial do Cabo e Búzios elegeram apenas Dr. Paulo César-PR Deputado Federal, ainda sob o (pequeno) risco de não entrar, caso Garotinho seja impugnado.

---------- NA SEXTA-FEIRA ANTES DA ELEIÇÃO, o Prefeito Mirinho, em reunião na Rasa, já me alertava: "Rafael, tenho uma estatística que mostra que 52% dos votos da nossa região vão para candidatos de fora".

---------- AS IMPUGNAÇÕES, O SEGUNDO TURNO E A "PUXADA" DE ELEITOS DO LEGISLATIVO PARA O EXECUTIVO (para os cargos de Secretários de Estado e Ministros) denotam que a eleição, na prática, ainda não acabou - só acaba primeiro de janeiro. Até lá, muita água ainda pode rolar, e suplentes podem acabar assumindo.

---------- A PARTIR DESTA SEMANA, estaremos publicando na Folha dos Lagos uma série de 4 artigos analisando os resultados das eleições 2010 (caso não surja um fato novo que mereça nossa maior atenção).

---------- SERÃO QUATRO TEMAS: Votos regionais; votos religiosos; votos de mídia e, nas vésperas do segundo turno presidencial, os votos do segundo turno.

---------- MARINA pode ajudar a decidir a eleição, mas não decidirá sozinha. Dilma já percebeu que foi para o segundo turno por causa dos votos de fundamentalistas Católicos e Evangélicos (especialmente Assembleia de Deus) contrários às questões do aborto, casamentos homossexuais e outros. Por isso, em seu primeiro discurso, citou Deus em agradecimento e a defesa da vida em todas as suas fases como prioridade.

---------- PERGUNTA: Quando Marina disse que era contra?

---------- PERGUNTA: Ninguém sabe que o PNDH-1 foi feito pelo Governo FHC e afirmava ser a favor das mesmas questões?

---------- PERGUNTA: OS CRISTÃOS "FIÉIS E COERENTES" votarão Serra no segundo turno? A favor da exploração dos pobres, da depredação do patrimônio nacional e da submissão do humano ao capital? Se isso ainda valesse a certeza de que Serra seria contra o aborto, por exemplo...mas ele assinou medidas para o SUS promover abortos deliberados quando era MInistro da Saúde em 1998...vide http://www.cfemea.org.br/pdf/normatecnicams.pdf


segunda-feira, 4 de outubro de 2010

POR 478 VOTOS CABO FRIO NÃO ELEGE UM DEPUTADO ESTADUAL

Por falta de apenas 478 votos, Cabo Frio não elegeu nosso companheiro Janio Deputado Estadual.

Fazendo 11 Deputados, o PDT deixou Janio com a primeira suplência do Partido, com 21.691 votos ao total.

Parabéns a Janio e a todos os companheiros que enfrentaram juntos mais essa dura batalha. A vitória já é nossa.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

NOVA PESQUISA DO IBPS COLOCA JANIO ENTRE OS MAIS VOTADOS DA REGIÃO


Nova pesquisa do IBPS, divulgada hoje pela Folha dos Lagos, apresentou todos os candidatos citados no Estado do Rio de Janeiro, ao contrário das anteriores, que só apresentavam os cinco ou dez mais citados.

Da Região dos Lagos, um dos destaques é JANIO, CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL COM O NÚMERO 12601. Ele recebeu 23 citações num universo de 5061 entrevistas, perfazendo cerca de 0,45% das citações.

Ora, levando em conta que o atual eleitorado do Estado é de 11.600.000 eleitores (dados de julho de 2010 - TSE) e que o quantitativo de voto válidos em 2006 no Estado foi de quase 90%, teríamos hoje um universo de, pelo menos, 10.000.000 eleitores.

Assim, segundo a pesquisa do IBPS, JANIO 12601 teria cerca de 45.000 votos no Estado do Rio de Janeiro (0,45% de 10.000.000).