terça-feira, 28 de abril de 2009

Morando na Faixa de Gaza - por Clovis Eduardo

Publicamos neste espaço o texto do blogueiro Clovis Eduardo, de São Pedro da Aldeia (www.blocodoclovis.blogspot.com). É uma análise interessante sobre a realidade de uma das mais complicadas regiões localizadas entre nossas duas cidades. O texto ajuda a mostrar que nossas reflexões sobre violência urbana regional são bastantes concretas: basta conversar com quem vive na pele o problema.



Terça-feira, 28 de Abril de 2009


Morando na Faixa de Gaza, como chamamos Porto do Carro atualmente, vivemos um clima de medo e desordem como nunca pensamos passar um dia.O Bairro encontra-se não somente na divisa entre 2 municípios que, em comum acordo, ficam de costas para o Bairro centenário. Mas no meio de pequenas favelas com alta movimentação do crime organizado. Como há uma lei que coíbe o assalto dentro dessas favelas, perpetrada pelo tráfico de drogas, os assaltantes, ladrões de galinha armados, drogados em busca de dinheiro para manter o vício e outros ladrões furtivos migram para o Porto do Carro, área que não é coberta por esta "lei". Como Conseguência, a população vive em um clima de medo e desespero. Casas assaltadas, assaltos nas ruas, tiroteios pela madrugada, mortes e acerto de contas marcam a noite no bairro centenário. Eu mesmo fui vítima de uma tentativa de assalto, vindo do trabalho, abordado por 2 homens que procuravam drogas na minha mochila, como não acharam nada, levei tapa no rosto e arma apontada na cabeça. Saí vivo, mas um outro rapaz, que foi abordado ao mesmo tempo que eu, não teve a mesma sorte. Nunca mais foi visto desde que os assaltantes o colocaram no carro e partiram.Quando estiver chegando a Cabo Frio, olhe o Portal de entrada e acelere bastante, pois você está na Faixa de Gaza da Região dos Lagos.

2 comentários:

Clovis Eduardo disse...

Rafael, Obrigado pelo apoio.
É difícil ver um Blog na Região que não tenha temor de abordar temas como os problemas sociais e a violência Urbana.
Me adiciona no MSN ae e a gente bate um papo qualquer hora dessas
cloviscomercial@hotmail.com

Valeu

Helena disse...

onde andam as autoridades? É preciso implantar um novo conceito de Segurança Pública e de Justiça. Não se faz Justiça sem a participação popular.