quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

ARTIGO...

JOSÉ, POR QUE NÃO TE CALAS?
Uma retrospectiva da Cabo Frio de 2007

Publicada no Jornal Domingo dos Lagos em 29/30 de dezembro de 2007

E agora José? A império ganhou, a Vermelho e Branco caiu, mas a morada do Samba surgiu, enquanto o presidente quase saiu. E agora José? A Cabofriense cresceu, o Futsal venceu, o Club Med polemizou e da Reserva do Peró se esqueceu. E agora? As lojas continuaram oprimindo seus funcionários até altas horas (sem o Groisman), o verão permaneceu acorrentando os empregados em feriados, e alguns empregados públicos continuaram arrastando suas correntes pelas casas bem-assombradas. E agora José? Mas e agora? O Shopping da Wilson Mendes pode chegar, a CEFET pode surgir e a carceragem da 126 pode deixar de ser circo de dia e pau-de-arara à noite - depende do agora, depende do José - mas e agora José? As Secretarias se multiplicaram, o Secretário virou Vereador que virou radialista, as cadeiras dançaram e a criança-povo pagou a prenda. O Prefeito que já foi Deputado brigou com o Deputado que já foi Prefeito, a Caloi afundou no Canal, o sorriso ficou amarelo, a peruca gerou apelidos, a lista de Schindler cantou, mas e agora José? Pega a moto no Jacaré, tira a moto no Jacaré, rema-rema-remador, o anel que tu me deste era político e quebrou... e chega a lista do IBASCAF, vamos ver quem aposentou: rema-rema-seu doutor. O Sanny chocou, mas onde está agora? Pegaram Mantena, pegaram Pingo, mataram Turuca. Encontra-se corpo infantil em Arraial, mas e a violência José? Sob controle patrão! E aparece jornal novo, e aparece canal novo, e viva a liberdade de imprensa – até onde o Deputado-Presidente-Candidato-Cabelinho deixar. E viva a baixaria na TV, nas páginas do jornal, e vivam os cartões de todas as cores, de todos os xingamentos e baixos calões. E viva a mentira, viva a boataria, mas e agora José? Vai ficar na fofoca? Tem que pagar a conta da água, que não é mais portuguesa, então porque não te calas? E vai para o banco pagar, e o banco tem fila sem bancos de espera; os bancos de espera dependem dos bancos que bancam. Espera: Tem fila. Nem adianta esperar. Moção de Repúdio, Lei, Processo, multa...e agora José? Vereadores na Rádio, Seção da Sessão ao povo...nova sessão de enchente - enchente III no Eldorado II...e agora José? Municipaliza o CIEP ou não municipaliza? E tira horário integral mas não tira, e grita o professor, e vejam os alunos nas ruas, e queima o uniforme sem queima de arquivo, bonecos na camisa, camisa na parede do Prefeito, alunos nas ruas - já disse José - mas e agora? Passe-livre na moda, cartão cidadão que não era cartão estudante, mas tornou-se cartão aluno. Protesto na rua, protesto no Plenário... e fala besteira o Secretário, de Massa para a massa, e tenta consertar, e fala besteira maior: Por que não te calas ??? E lança uma candidatura, e lança outra acolá: Café da manhã, Tamoyo, entrevista...lança-candidato, lança-perfume, e lança-político-no-meio-do-mar-cheio-de-tubarão: Viva o sonho nacional!! E agora José? Olha o slogan sem graça, sem concordância verbal nem nominal, sem concordância eleitoral. E lança adesivo da pré-pré-candidatura (deveriam voltar à pré-escola). E fecha-se a rua da CBB, e diz-se que o terreno é particular, e fica na promessa. Porque não te calas? Faz-se Dormitório das Garças, põe os peixes a dormir no sono eterno, na Lagoa de Araruama...salve a Laguna, salve a Prolagos, salvem as algas, salve o dinheiro mal gasto, salve o investimento ambiental que faz os peixes morrerem. E agora José, por que não te calas? Por que permaneces chiando, chorando, gemendo e cantando; pensando, tremendo, correndo e andando? Porque insiste, e gritas, e falas; profetizas e paras; porque não desiste, reflete, critica, escreve - ninguém lê... porque não te calas José? Não te calas porque é pescador, salineiro, quilombola, sangue vermelho; não te calas porque é negro, branco, pardo, amarelo, multicor; não te calas porque plantas na Agrisa, colhes na Rasa, ceifa em Santo Antônio, caças em Tamoios, danças no Itajuru, vendes no Peró, dormes no Jacaré. Por que não te calas José? Porque 2007 passou. Porque o ano novo chegou pra valer. E agora, José? Viva o meu 2008, que só depende de você.

Um feliz 2008 a todos!!

Nenhum comentário: